Translate

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Pequenas coisas

Ontem li um conto que tratava, na véspera de Natal, de um casal muito pobre, desesperado para comprar um presente para o respetivo mais que tudo. Tão miserável eram as suas vidas, que decidiram vender os seus bens mais importantes e valiosos: ele, um relógio de bolso de ouro, com valor sentimental imenso; ela, o seu cabelo extremamente longo e lindo.
Assim conseguiram comprar os presentes que sonhavam há muito oferecer naquele dia, mas no momento em que os trocaram, o inesperado aconteceu.
Cada um deles, não só vendeu o seu bem mais precioso, como também comprou algo que realçaria o bem mais precioso do outro: ele comprou-lhe um acessório super vistoso para o cabelo dela; ela comprou uma corrente de ouro para o relógio de bolso dele.
Achei esta pequena história uma delícia, porque comprova que o melhor presente que nos podem oferecer é uma boa demonstração de amor verdadeiro e altruísta, e consideração.
É estranho como pequenas situações como esta me conseguem deixar tão contente, como se fosse comigo!

Sem comentários:

Enviar um comentário