Translate

sábado, 30 de agosto de 2014

Vandalismo

"Vandalizada estátua de D. Afonso Henriques, em Guimarães" - JN

Não consigo compreender o que passa pela cabeça destes miúdos. Com 26 anos, 8 anos mais velhos que eu, mas em termos de mentalidade, não estão muito acima de uma criança de 5 anos. A única forma possível de me dirigir a eles é chamando-lhes palhaços; não há outra designação possível.
Como é que é possível, em pleno século XXI, um homem (supostamente) feito estragar um monumento? Aliás, como é que é possível vandalizar o que quer que seja?!
Primeiro, tenho a certeza que havia aulas de História no tempo dele. Segundo, se há um português que não sabe quem D. Afonso Henriques foi, então não é português, porque isso é impossível, ninguém é assim tão inculto. Terceiro, mais do que um desrespeito pelo trabalho de alguém que se dedicou à projeção e construção daquela estátua, acaba também por ser um desrespeito pela história do país e do seu fundador.
O que é que dá na cabeça de um homem para ele se meter em cima de uma estátua, o que dá na cabeça a um grupo de homens para, provavelmente, incentivar estes comportamentos é, quase sem dúvida, bebedeira e falta de trabalho.

Sem comentários:

Enviar um comentário